Marcos L. Rosa + Julia Masagão

carta-marcos-l_1_1420px


carta-marcos-l_2_1420px


carta-marcos-l_3_1420px


carta-marcos-l_4_1420px


carta-marcos-l_5_1420px


carta-marcos-l_6_1420px


carta-marcos-l_7_1420px


carta-marcos-l_8_1420px


carta-marcos-l_10_1420px


Letters-to-the-Mayor.-Sao-Paulo.-Exhibition-View.-Courtesy-of-Pivo.-Photo-Everton-Ballardin_6_1420px

carta-marcos-l_foto_710px


Marcos-Rosa-e-Julia-MasagãoMarcos L. Rosa é arquiteto e urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo (2005). Recebeu com honras (Suma cum laude) o título de doutor pela Universidade Técnica de Munique em ordenamento do território, planejamento e desenho urbano (2015). Lecionou na Universidade Técnica de Munique (TUM), no Instituto Federal Suiço (ETH) e na Escola da Cidade. Criou e dirigiu plataformas de mapeamento colaborativo em São Paulo e no Rio de Janeiro (2008-2013) junto ao projeto Urban Age (Alfred Herrhausen Gesellschaft e London School of Economics) e no Instituto Federal Suiço (ETH), entre 2010 e 2011. Dentre suas publicações destacam-se os livros “Microplanejamento, práticas criativas urbanas”, publicado em 2011, “Handmade Urbanism”, publicado em 2013 e “From Large Scale Infrastructures to a Network Urbanism” (Munich, 2016, TUM). Tem diversos artigos publicados, proferiu palestras, participou de críticas, bancas examinadoras e oficinas em todo o mundo. Seu trabalho inclui pesquisa, ensino e projeto, com foco na edição de estruturas e processos preexistentes.
Desde 2015 é curador chefe de urbanxchanger,uma iniciativa da Alfred Herrhausen Society que busca aproximar iniciativas comunitárias de arquitetos em cinco cidades: São Paulo, Cidade do México, Cidade do Cabo, Nova Delhi e Berlim. É o diretor de conteúdo da próxima Bienal de Arquitetura de São Paulo.

Marcos L. Rosa is an architect and urban planner (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo, 2005). He received with the highest honours (Suma cum laude) the title of Doctor by the Technical University of Munich in Regional Planning and urban design (2015). He has taught at the Technical University Munich (TUM), at the Federal Swiss Institute in Zurich (ETH) and at the Escola da Cidade in São Paulo. He has created and directed platforms of collaborative mapping in São Paulo and Rio de Janeiro (2008-2013) – together with the Urban Age and its award, the Deutsche Bank Urban Age Award (Alfred Herrhausen Gesellschaft e London School of Economics) – and at the Swiss Federal Institute (ETH), between 2010 and 2011. Among his publications are the books “Microplanning, urban creative practice”, published in 2011, “Handmade Urbanism”, published in 2013 and “From Large Scale Infrastructures to a Network Urbanism” (Munich, 2016, TUM). He has several published articles and has lectured widely, participated in critics, examining boards and workshops worldwide. His work includes research, teaching and design, with focus in collaborative work, the editing of existing structures and the redevelopment of existing structures and situations. 

Since 2015 he is the chief curator of urbanxchanger, an initiative of the Alfred Herrhausen Gesellschaft that seeks to approximate community initiatives and architects in five cities: São Paulo, Mexico City, Cape Town, New Delhi and Berlin. He is the director of content of the next São Paulo Architecture Biennale. 


http://www.marcoslrosa.com / http://www.juliamasagao.com


Julia Masagão é arquiteta e urbanista pela Escola da Cidade e mestra em Estratégias de espaço pela Weißensee Kust Hochschule, Berlin. Desde 2008 trabalha com design gráfico desenvolvendo projetos para diversas instituições culturais como Instituto Goethe, Sesc, Caixa Cultural, Transnational Dialogs, Instituto Moreira Sales, entre outros. Entre 2009 e 2011 trabalhou como designer na editora Cosac Naify.  Em 2010, ganhou o Prêmio de Cartaz Museu da Casa Brasileira (24ª edição). Em 2013, ganhou o edital para desenvolver a nova identidade visual do Centro Cultural São Paulo (CCSP) em parceria com Joana Barossi e Marina Portolano. Em 2015 foi vencedora do Concurso do selo oficial das comemorações do centenário do arquiteto Vilanova Artigas, em parceria com Bloco Gráfico. Em 2015 teve trabalhos selecionados para Bienal ADG de Design Gráfico. No primeiro semestre 2016 realizou a identidade visual de duas exposições para o Sesc. Vive e trabalha em São Paulo.


Julia Masagão is an architect and urban planner graduated from the Escola da Cidade and teacher in space strategies by the Weissensee Kust Hochschule Berlin. Since 2008 works with graphic design developing projects for various cultural institutions such as the Goethe Institute, SESC, Caixa Cultural, Transnational Dialogs, Instituto Moreira Sales, among others. Between 2009 and 2011 she worked as a designer at Cosac Naify. In 2010, she won the Prize for the Poster from the Museu da Casa Brasileira (24th edition). In 2013, she won the open call to develop the new visual identity of the São Paulo Cultural Centre (CCSP) in partnership with Joana Barossi and Marina Portolano. In 2015 was the winner of the competition for the official seal of the architect Vilanova Artigas’s centenary celebrations, in partnership with Bloco Gráfico . In 2015 had works selected for ADG Biennial of Graphic Design. In the first half of 2016 carried out the visual identity of two exhibitions for SESC. She lives and works in São Paulo.


www.juliamasagao.com

 

Anúncios

Deixe um comentário | Leave a comment

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: